sexta-feira, 4 de abril de 2014

PONTA DE FACA?


É óbvio que é perdoável uma pessoa ter limitações para aprender. Ninguém nasce sabendo, diz o ditado, e todos temos algumas.

O problema é que mesmo as pessoas mais limitadas também tem ego, e muitas vezes não querem admitir que pensaram errado por toda a vida.

As pessoas deviam é cultivar a atitude de aprender, de reconhecer seus erros e procurar corrigi-los.

Mas não! Entram numa neura de que assim se humilham! Que já são senhores de si, e não precisam mudar nada!

Não gostam de ser burras, mas também não fazem muito para melhorar.

Não estou falando de todos, mas estou falando da maioria, das massas, que vive apenas para as coisas básicas: comer, beber, viver, futebol, bbb, religião, etc... 

É um desperdício de humanidade, mas para eles não parece.

Maldita limitação! Ou não! O problema estaria mais na capacidade de processamento...

Para uma pessoa com capacidade média de raciocínio, ter que ganhar a vida nesse mundão frio e assustador, impiedoso e injusto, pode consumir todas as suas forças, não restando muita energia para pensar direito (lembrando que o cérebro consome cerca de 40% de nossa energia).

Triste isso, mas realmente parece ser mais por causa de "hardware" que "software"... uma questão de sorte então!

Como me dói concluir que não adianta tentar educar a todos... um sonho a ponto de ser desfeito.

Lembrei-me bruscamente de Nietzsche. Algo mais ou menos assim:

"Não são as massas, a meta da evolução..."

Sei que não existem metas aparentes na Evolução, mas eu entendi o que ele quis dizer.

Mas ainda vou tentar mais um pouco.

...Semeiam-se vários grãos para vingar algum. (Sem aspas por ser frase minha)