quarta-feira, 2 de abril de 2014

A RELIGIÃO E SUA ALTERNATIVA


A religião indiscutivelmente serve para dar alento, conforto e falsas esperanças aos fracos e aos equivocados.

É óbvio que beneficia à pessoas angustiadas e sem perspectivas, mas na verdade, as pessoas não precisam dessa solução.

O efeito placebo de melhorar o estado geral das pessoas é benéfico, mas tomar remédios também dá o mesmo efeito,  (além de curar de verdade).

Para os desesperados, confusos ou perdidos, fazer análise ou mesmo desabafar com amigos causa o mesmo tipo de alento.

Uma educação secular, onde aprendemos a não existência de espíritos, infernos ou mesmo pecados, retira todo o peso das angústias comuns ao religioso típico, que vive em estado lamentável de expectativas vãs.

Quem realmente ama seu filho, jamais deve comprometer sua vida incutindo religião, seja ela qual for.
O melhor legado a sua prole é uma educação desassustada, que busque sempre a verdade, uma EDUCAÇÃO SECULAR.

Ele crescerá confiante e com moral ilibada, já que fará tudo pelo filtro da razão.

Um pai que ensina o filho a se submeter a entidades e a temer sofrimentos infernais, mesmo que não queira admitir, está sendo um pai cruel.

Se engana esse pai que só vê seu filho crescer e virar um ser humano bom se passar pelo processo de ameaças.

Isso é coisa antiga, que serviu ao homem primitivo, mas que hoje em dia perdeu totalmente o sentido.

Uma criança ensinada a aprender e ser esclarecida, tende a ter moral ilibada e ser amante da verdade, fora os prazeres inerentes a esse método de viver, que é compreender melhor seu ambiente e o mundo, extraindo disso beleza onde muitos nada vêem, graças a um senso refinado adquirido durante a prática do ato de pensar e refletir.

Esse ser humano fica "desprendido" como disse um pastor amigo meu, indicando que o contrário é "estar preso", dependente do crivo de outras pessoas ou de outras filosofias, geralmente retrógradas, como geralmente as religiões o são.

Ame-se, ame a seu filho, ame a seu próximo, ame a verdade: persiga-a, e TODOS serão mais felizes.