quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

POR QUE DEBATER? - OU UMA IDEIA PARA UM SHOW DE DEBATES

NADA PODE SUPERAR UM BOM E EDUCADO DEBATE!

Eu jamais me meteria a confrontar ou discutir sobre religiões, se os próprios religiosos ficassem em seu canto, e somente se metessem em suas vidas. Mas não! Eles insistem em interferir na vida dos outros!

Por séculos, eles determinam códigos de conduta, influenciam guerras, segregações, leis e rituais que tendem a interferir na sociedade, quer queira ou quer não.

Por exemplo, o crescimento das religiões no mundo pagão, trouxe o mal-vindo "pudor do sexo" de uma maneira exagerada, que não existia antes na natureza.

Quanto sofrimento existiu e ainda existirá, devido à influência das igrejas?

Antes de sua influência, sexo era tratado como um componente natural, sem idéias de pecado ou imoralidade.

Outra característica incômoda, é que geralmente a primeira coisa que os religiosos poderosos querem é colocar alguém de seu credo no governo para que IMPONHAM suas censuras e proibições.

Imaginem um ditador, ou mesmo uma cúpula de senadores Testemunha de Jeová, por exemplo,  promulgando leis sobre proibição de doação de sangue ou orgãos?

Pode parecer um exagero, mas em diversos países, é o que já estão acontecendo tentativas semelhantes em outros graus, um exemplo recente foi a proibição de experiências com células-tronco, prejudicando milhares de paraplégicos e tetraplégicos com esse verdadeiro atraso de vida.

Pelo mundo afora, políticos tentam proibir abortos de todos os tipos, casamento de primos, e mesmo o ensino de biologia evolutiva. Os caras, para valorizar "as coisas da fé", adoram detonar a ciência!

Tem país europeu que recentemente instituiu o dízimo compulsório a seus fiéis. Quer dizer: se o cara se declarar daquela religião, virá descontado no contra-cheque, a grana da igreja como se fosse um imposto.

Entenderam o que eu quero dizer? Há uma tendência expansionista de dominação, de interferência, como uma grande ameba que consome tudo ao redor.

ISSO É INTOLERÂNCIA! Esse desejo ativo de mudar o mundo ao redor, torcendo-o para que siga a sua religião.

É POR ISSO QUE SOU CONTRA RELIGIÕES, mas não contra as pessoas.

E o pior é que exigem uma imunidade totalmente ridícula, pois ninguém pode criticar que o normal é fazerem "cara-feia", se fazendo de ofendidos...

Ma não adianta: se a religião prega, eu desprego, na maior! Querem fazer minha cabeça? IMPOSSÍVEL! POIS A MINHA PENSA, LÊ, MEDITA, tornando impossível outra pessoa programar-me sem alguma evidência.

Praticamente todos que convivo são religiosos, e a maioria gosta de mim como sou. Já sabem "meu poder" e nos divertimos sempre com nossas posições opostas, em piadas e cutucadas bem humoradas. Claro que alguns conversam de tudo, mas contornam o assunto, e eu faço o mesmo.

Sou ultra tolerante  e jamais diminuirei alguém por ser religioso. Apenas gosto de debater, pois isso é saudável!

Agora, brigar eu não gosto. Chamem-me quando quiserem conversar sem preconceito. Animação sim, ignorância não!

Mas eu aviso: O mais erudito dos teólogos, munido das mais sagradas das escrituras, vai ter que suar a camisa para me deixar sem argumentos. Somente eu e a mundialmente indelével lógica somos suficientes, pois a verdade é uma só, sem firulas.

QUEM DISSE QUE RELIGIÃO NÃO SE DISCUTE? - Que medo é esse? Eu não tenho rabo preso, e estou pronto.

DESAFIO LANÇADO! - QUEM GOSTA DE DEBATER? Taí uma ótima ideia para um "SHOW DE DEBATES".

Seria perfeito numa mesa redonda, num programa de TV  com mediadores, por exemplo.

Imaginem a repercussão! Imaginem a audiência! Todos poderiam consultar quaisquer livros ou sites. Poderiam preparar textos de antemão, consultar líderes religiosos ou de entidades céticas, médicos, cientistas, professores, etc.

E o programa não precisaria ter fim nunca. Conforme a audiência, iria tendo mais temporadas, já que o assunto pode render. Aliás, pra quê pressa? 

Mas, afinal quem ganha com tudo isso: A "VERDADEIRA" VERDADE! - Pois a
lgumas coisas são inexoráveis.